Os segredos da Gotcha

Se tivesse que escolher somente uma isca para pescar em costeiras o ano inteiro, em todas as condições imagináveis – frio, calor, chuva, dia nublado, pressão atmosférica alta, baixa, enfim, em qualquer situação, que isca você escolheria? Existem diversos modelos de isca no mercado, mas sempre que não esta saindo peixe o pescador apela para ela. A GOTCHA, uma isca bastante versátil podendo trabalhar de diversas maneiras para conseguir capturar o peixe, e não é só um tipo não: a gotcha consegue capturar uma grande variedade de espécies desde corvinas a pampos.
Tradicional tube jig. Tubular com cabeça de chumbo. Trabalhando em profundidade variável. Muito eficiente para a maioria dos predadores.

CARACTERÍSTICAS
– Material: Chumbo / Metal.
– Profundidade: Variável.
– Peso: 24,5gr.

Equipamento
O equipamento recomendado para se trabalhar a Gotcha é composto por varas para linhas 10 a 20 libras com comprimento variando de 66” a 72” de ação media a media rápida, molinete ou carretilha que comporte ao menos 150 metros de multifilamento 20 libras e leader de fluorocarbono 30 a 40 libras com 3 metros de comprimento, sem snap, atando a isca diretamente ao leader com um nó de loop.

Trabalho da isca
O trabalho da Gotcha é simples, basta arremessar o mais próximo possível das pedras, esperar a isca afundar até a profundidade desejada e com a ponta da vara para cima dar dois toques, uma parada rápida descendo a ponta da vara acompanhando a caída da isca, mais três toques com a ponta da vara alta e recolher a folga de linha e reiniciar o trabalho. Fazendo esse trabalho de maneira continua, hora mais próxima ao fundo, hora mais próxima a superfície, com certeza vai garantir muitas fisgadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *